De forma a terminar o ano da melhor forma a RL Motorsport muniu-se do equipamento necessário e desenvolveu uma solução para a reprogramação de um Volkwagen Polo 1.2 TDI, equipado com uma centralina Delphi DCM 3.7, a primeira solução para esta motorização em Portugal.

O desenvolvimento desta solução foi acompanhado por mim e não foram precisos muitos testes para que, de forma limpa e segura, fossem alcançados os objectivos traçados inicialmente. Tendo em consideração os resultados obtidos pela CatSport (ver artigo) o objectivo principal era o de alcançar os mesmos resultados, ou melhores, sem que com isso se pusesse em causa a fiabilidade do motor.

Por uma questão de segurança e fiabilidade estas unidades têm que ser lidas e escritas via JTAG, isto é, é necessária a abertura da unidade para que se possa escrever na mesma, uma tarefa que desperdiça algum tempo mas que não põe em causa o correto funcionamento da centralina. Para garantir isso a RL Motorsport adquiriu um programador VF2 Flasher, o primeiro e para já único método seguro de programação destes processadores.

Processo de reprogramação

Algumas imagens do programador VF2 Flasher dos testes de potência e do espaço utilizado para este desenvolvimento.

VF2 Flasher                     Polo 1.2 TDI                    SPC Power

O desenvolvimento desta solução foi feita em parceria com a SPC Power a qual disponibilizou o seu banco de potência, Maha LPS2700, conhecido pela boa repetibilidade e fiabilidade dos resultados apresentados.

1º Teste

O primeiro teste consistiu em “apenas” subir os normais limitadores de binário, remapear os mapas de controlo da pressão de turbo e requisitar uma maior quantidade de combustível ao motor. Os resultados obtidos são os que se seguem:

1º teste - 90CV e 195NM - Teste efectuado em banco Maha LPS 2700 por RL Motorsport
1º teste – 90CV e 195NM – Teste efectuado em banco Maha LPS 2700

Os resultados ficaram aquém do esperado, tendo em conta aquilo que tinha sido “pedido” e aquilo que estávamos a receber, algo estava a limitar a quantidade de combustível e seria algo para além dos tradicionais limitadores de binário.

Utilizando os dados de datalog foi fácil perceber que a quantidade de combustível estava a ser limitada. Então o desenvolvimento passou para o estudo mais pormenorizado do ficheiro, procurando esta limitação e remapeando a unidade de outra forma, procurando também um pouco mais de binário a baixas rotações.

2º Teste

O segundo teste (rrrrr… segundo que é como quem diz… pois até encontrar o limitador foram necessários vários testes!!), após a remoção do limitador resultou no seguinte gráfico:

2º Teste - 105CV e 211NM - Teste efectuado em banco Maha LPS 2700
2º Teste – 105CV e 211NM – Teste efectuado em banco Maha LPS 2700

O resultado obtido é aquele que inicialmente tinha sido proposto. Um olhar mais atento ao gráfico nota as limitações deste motor em gerir as temperaturas de escape. De notar que este motor está 100% original, tendo EGR e DPF, pelo que, mesmo utilizando misturas pobres (cerca de 18:1), as temperaturas de escape sobem de forma exponencial, obrigando a centralina a reduzir a quantidade de combustível. Essas quebras são notórias perto das 4000 rpm.

Por uma questão de fiabilidade foi escolhido não adulterar os limitadores de temperatura, mantendo-os originais.

 

RL Motorsport

VF2 Flasher a executar o cálculo do checksumApós umas horas de desenvolvimento, alguns fusíveis queimados e muita dedicação o resultado final esta à vista. Será de esperar que em algum tempo apareçam soluções idênticas e mesmo superiores, assim o mercado o obriga, mas fazer parte de uma solução nova, desenvolvida e testada em Portugal, é sempre um privilégio, ao qual tenho que agradecer à RL Motorsport pelo convite.

guest
1 Comentário
oldest
newest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] que a reprogramação do Polo 1.2 TDI (ver artigo) fosse possível a RL Motorsport adquiriu um novo equipamento de programação, a VF2 Flasher. […]