Reprogramação – Quais os riscos ?

Reprogramação – Quais os riscos ?

Reprogramação de ECU´s
A reprogramação de centralinas é um assunto que dá sempre pano para mangas, seja pelos resultados alcançados, pelas diferenças entre os diferentes "reprogramadores", seja pelos mitos que acompanham esta área ou simplesmente pelo desconhecimento em geral acerca deste assunto. Hoje ao "surfar" pela web deparei-me com este artigo antigo que esclarece o que é uma reprogramação: [caption id="attachment_2536" align="aligncenter" width="450"] "Reprogramação, um risco para o seu automóvel?" - www.motorespt.com[/caption] Está tudo muito bem descrito, e não fosse o motorespt.com um site sobre noticias automóvel, eu iria dizer que estão a tentar vender reprogramações, senão vejamos: A reprogramação de uma centralina de um carro não é nada mais nada menos do que isso mesmo, optimizar os recursos disponíveis de um motor de um carro sem por em causa a fiabilidade do mesmo.…
Read More
Datalog Toyota – Interpretação de centralinas Denso

Datalog Toyota – Interpretação de centralinas Denso

Artigos Técnicos
Após o aparecimento de algumas ferramentas, a preços acessíveis, para a leitura de centralinas Denso Toyota, dediquei-me um pouco mais à interpretação de hexdumps destas unidades utilizando o datalog como ferramenta. Como sabem a informação existente no mercado para este tipo de unidades é escassa, faltam os famosos "damos", pelo que o método alternativo é o chamado "partir pedra", ou seja, utilizar o conhecimento previamente adquirido de outras unidades, fazer testes e utilizar ferramentas de diagnóstico para conseguir decifrar mais alguma informação da ecu. [caption id="attachment_1944" align="aligncenter" width="800"] Leitura e escrita da unidade via K-Tag e diagnóstico da unidade via Mongoose MVCI[/caption] Neste caso em concreto estou a utilizar uma centralina Toyota, o software WinOLS, uma K-Tag para a leitura e escrita dos ficheiros e um cabo de diagnóstico da Mongoose,…
Read More
DTC – Remover códigos de avaria – 2ª Parte

DTC – Remover códigos de avaria – 2ª Parte

Reprogramação de ECU´s
Na primeira parte deste artigo, que pode ser consultada aqui, descrevi toda a estrutura dos códigos de avaria e a forma de os eliminar, recorrendo aos respectivos temporizadores. Nesta segunda parte vamos então ver como se elimina um código de avaria quando não temos a ajuda dos ficheiros damos.   Tutorial Por forma a simplificar o processo decidi fazer um vídeo tutorial: https://youtu.be/IDiWs7OnGaY   Recursos O ficheiro utilizado para este tutorial pode ser descarregado aqui: Volkswagen (número de software 362213) O respectivo ficheiro damos está disponível para compra aqui: DAMOS Caso tenham alguma questão não hesitem em contactar e/ou comentar abaixo.  
Read More
Calcular o AFR usando o Excel

Calcular o AFR usando o Excel

Recursos
Na reprogramação de motores a diesel é necessário calcular o AFR (mistura ar/combustível). Esta é a principal responsável pelo incremento de potência sentido, pelo que é importante garantir o correcto mapeamento da mesma.  [caption id="attachment_1550" align="aligncenter" width="551"] VAG 1.9 TDI 150 HP (ARL) - Smoke map - Mapa que define a quantidade de combustível máxima admissível em função da massa de ar e velocidade do motor.[/caption] Se tivermos o cuidado de analisar os mapas originais veremos que é normal encontrar diferentes misturas para os diferentes regimes de motor e especialmente para diferentes quantidades de massa de ar. Uma das maiores restrições dos fabricantes, no que diz respeito ao mapeamento das unidades de gestão de motor, é a garantia do cumprimento de emissões e a redução da opacidade dos fumos produzidos. (...e…
Read More
Reprogramação Golf 1.9 TDI VP – Parte 2

Reprogramação Golf 1.9 TDI VP – Parte 2

Reprogramação de ECU´s
Este artigo vem no seguimento da reprogramação de uma unidade de comando Bosch EDC15, de um Volkswagen Golf 1.9 TDI VP. A primeira parte deste artigo pode ser vista aqui.Nesta segunda parte iremos passar para a alteração dos dados da hexdump, tendo como base os valores calculados na primeira parte deste artigo:Aumento de 11 mg/cyc @ 4000 rpm para um aumento de 25CVAumento de 13 mg/cyc @ 1900 para eu aumento de 90nm 4. Definição da AFRAntes de avançar para a edição dos dados é necessário perceber qual a mistura (ar/combustível) desejamos para o nosso motor, tendo em linha de conta o objectivo do carro, a sua função habitual e o gosto do condutor. De uma forma generalista, num diesel, misturas abaixo de 16:1 produzem fumo visível, o que além de…
Read More
Reprogramação de centralinas – O que NÃO fazer!

Reprogramação de centralinas – O que NÃO fazer!

Reprogramação de ECU´s
[caption id="attachment_3685" align="alignleft" width="233"] "Habemus papam" - Algo frequente nas alterações e reprogramações de centralinas[/caption] Ao comprar uma reprogramação,como em tudo na vida, recebemos aquilo que pagamos e a menos que alguém esteja a trabalhar para aquecer, não vão receber mais do que aquilo que pagaram e isto aplica-se também à reprogramação de centralinas. Camarão a preço de tremoço não há, e se houver já está fora do prazo, pelo que é necessário cuidado na altura de escolher quem lhe vai "enfiar a ficha"...salvo seja.   Mas esta introdução toda não vem ao acaso, pois as alterações electrónicas, tais como as mecânicas, volvidos tantos anos ainda têm a capacidade de me surpreender. Esta "vontade" de escrever surge após ter acedido a um pedido para modificar um ficheiro por forma a linearizar um…
Read More
Onde está a porta OBD ?!

Onde está a porta OBD ?!

Artigos Técnicos
 [caption id="" align="alignleft" width="320"] Toyota 4A-GE com dois carburadores Weber[/caption] Um motor de combustão interna que funcione sobre o ciclo Otto (vulgo...motor a gasolina) necessita de duas coisas muito simples para funcionar, uma mistura (ar/combustível) e de uma fonte de ignição (faísca produzida pelas velas), apenas temos que garantir que isto acontece no tempo certo. A produção de potência num motor do ciclo Otto está directamente ligada à quantidade de ar que este consegue comprimir, e por isso as alterações feitas num motor, que resultam em aumentos expressivos de potência, vão sempre de encontro a um aumento da quantidade de ar nos cilindros. Melhoramentos no sistema de admissão de ar, alteração da duração e perfil de abertura das válvulas, aumento da saída de gases de escape, entre muitas outras alterações…
Read More